Leis Municipais

Leis Municipais é um portal de busca vertical especializado em legislação municipal. Além do sistema de busca, são realizados os serviços de revisão, consolidação e versionamento das leis. A rede de serviços do Leis Municipais não se restringe apenas no portal de pesquisa, mas passa também por serviço de notificações de publicação, notícias, Vereador Reconhecido, Leis Estaduais, dentre outros.

O Problema

Ao entrar na empresa, em 2015, me deparei com um sistema extremamente amplo e complexo. Com vários subsistemas embutidos e alguns com interface totalmente destoante dentro do mesmo fluxo de navegação.

O portal principal não tinha foco, isto é, não era possível identificar o que a empresa fazia e qual era sua principal atividade econômica. Além disso, a interface não era responsiva, o que impactava nos relatórios de acessos por dispositivos.

Dividir para conquistar!

Em um processo de 2 meses, a equipe sentou para discutir e decidir qual era o segmento econômico principal que seria explorado, e o que era um serviço complementar. Decidiu-se que o portal vertical era o coração da empresa, e que em sua maioria, os demais serviços eram dependentes deste.

Organizando a casa

O primeiro passo foi o mais difícil de se trabalhar, isso porque estávamos alterando a página principal, que iria nortear todas as atividades a seguir tanto no portal quanto nos projetos correlatos.

Após muita discussão, reuniões, e testes de navegação, chegamos a uma versão da home page que não só removeu muita informação desnecessária, mas também conseguiu com isso fazer com que os usuários pudessem identificar com mais facilidade os serviços agregados da empresa. Em algumas entrevistas, os usuários relataram que sequer sabiam que alguns dos serviços existiam.

Modularidade

Por se tratar de um sistema complexo, com muitas funcionalidades, algumas com controle de licenças, foi preciso segmentar a interface em componentes. Cada componente da nova interface deveria ser independente. Tanto na questão do design, quanto na questão funcional. Ou seja, scripts e css deveriam estar vinculado e afetar apenas o componente.

Com o tempo, esses módulos formaram uma biblioteca que agilizou muito o processo criativo de novas interfaces, pois, praticamente era só arrastar e rearranjar os módulos.

Barra de pesquisa inteligente

Se o buscador vertical é o coração do sistema, então por lógica, o componente da barra de pesquisa precisa de uma atenção especial. Pesquisamos por 6 meses os padrões de pesquisa dos usuários e quais eram os filtros mais usados.

Existia também um problema de navegação a muito tempo detectado, mas até então mantido por limitações tecnológicas. Antes os usuários eram obrigados a primeiro escolher uma cidade para só então poder pesquisar a legislação. Isso acarretava em um passo extra na pesquisa.

Ao investigar os comportamentos de pesquisa dos usuários, encontramos algumas anomalias como termos de pesquisa de leis no campo de pesquisa das cidades. Diante disso, nos vimos obrigados a resolver essa limitação. A página dos municípios foi removida do fluxo de pesquisa e um campo de auto completar foi inserido para preencher a cidade.

Para minimizar o impacto nos usuários antigos, foi mantida a ordem de preenchimento clássica: Primeiro informar a cidade e depois o termo de pesquisa. Como resultado, o tempo médio que um usuário demorava para realizar uma pesquisa caiu. Mas ainda encontrávamos anomalias de pesquisa como trechos de leis nos logs da pesquisa de cidades.

Uma nova análise foi feita com testes AB que revelaram que os usuários achavam mais natural preencher primeiro o termo de pesquisa, e depois a cidade. Com base nisso, invertemos a ordem dos campos e as anomalias de pesquisa reduziram significativamente.

Ao observar o comportamento dos usuários em relação aos filtros de pesquisa, identificou-se que haviam dois grupos: Os que não usavam filtros, e o que usavam. Os que usavam faziam uso frenético dos mesmos.

Uma nova alteração foi feita, incluindo um botão para exibir/ocultar os filtros. Assim os que não faziam uso de filtros não precisavam mais lidar com dados que não faziam uso. Porém, não podíamos simplesmente ignorar os que usavam filtros. Por isso, a barra memorizava as preferências dos usuários e preenchia os campos automaticamente conforme os dados mais usados. Se um usuário passasse a usar frequentemente os filtros, a barra de filtros já iniciava aberta e preenchida.

Search Engine Result Page

A página de resultados de pesquisa também passou por alterações. Foram removidas as colunas, junto com componentes não relacionados a pesquisa para otimizar o uso da ferramenta e não distrair o usuário. O sucesso da alteração foi medido por meio do tempo na página que caiu consideravelmente. Foi mantido um link com a descrição da url da página de resultado com um texto sublinhado. Apesar de que todos os elementos dos resultados de pesquisa fossem clicáveis, o link sublinhado recebia muito mais cliques que os demais elementos, mesmo com animações de feedback.

Engajamento

Por fim, outros elementos foram modificados para melhorar a comunicação com os usuários e o relacionamento da Leis Municipais com seus assinantes. Foram desenhadas páginas de erro mais amigáveis com ilustrações e personagens. Os emails automáticos também ganharam diagramação em HTML.

0
99

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *